Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Histórias Irreais

São pedaços de vida, são desabafos de uns e outros, são partilha

São pedaços de vida, são desabafos de uns e outros, são partilha

Vencedor

Paulo é um caso feliz, no meio do caos, da vida dura, acabou bem esta história e merece ser contada apesar de já ter uns anos.

 

O vício do álcool perturbou-lhe a memória. Não consegue situar o tempo. Não se lembra de datas. Também não se recorda de nomes. Faz um esforço.

 

Com 7 anos fugiu de casa, sem ninguém que o procurasse encontrou Ana, que foi "mãe" uma sem abrigo também e cega, aconchegou-o e comiam os dois, sandes ou bolos que os patrões das pastelarias davam a Paulo a criança. Ana morreu, Paulo voltou a ficar só.

 

Ao fim de uns anos a mãe procurou-o, não o podia levar para casa, pois o padrasto não deixava, prometeu à mãe que ia lutar.

Aos 14 anos nos Restauradores, juntou-se a um grupo que tinha como lema beber para esquecer, ele aderiu, e bebeu, bebeu durante 13 anos e nunca esqueceu.

De banho tomado nos balneários sempre que podia, roupas das associações, era um alvo fácil, para os companheiros que o viam como um pedinte de sucesso, fugiu.

 

O novo poiso, Santa Apolónia, lá fez amizades, andava de fato e gravata sempre, mas sempre bêbedo também.

Até que ficou muito doente, levado  pela Comunidade Vida e Paz ficou internado 2 meses, fez uma desintoxicação e ficou na Comunidade, começou a viver, tinha onde dormir e comer, livre do vicio.

 

Mas numa pneumonia teve novo revés, diagnosticaram-lhe o vírus da sida. "Na rua, também havia mulheres e eu estive com elas." Não se deu por vencido.

Conheceu Filipa numa acção de voluntariado e apaixonaram-se, casaram, vivem numa casa camarária e ele trabalha, são felizes.

 

_Paulo_Fernandes.jpg

 

 

 



 

6 comentários

Comentar post

Vitória Antunes

Arquivo

Todos os textos são da autoria de Vitória Antunes. As fotos são retiradas do Google imagens, se alguém se sentir lesado entre em contacto, serão retiradas.

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.